Palacete do séc XIX dá lugar a novo projeto de habitação no Porto

A intervenção estará concluída no 2º trimestre do próximo ano e representa um investimento de 18,5 milhões de euros. O empreendimento vai ainda integrar dois novos volumes e nascerá na avenida da Boavista

O projeto denominar-se-á de “DeHAUS_Garten Residenz” e vai contemplar 17 apartamentos de luxo numa área global de 8.500 m2, numa das principais artérias da cidade do Porto, a avenida da Boavista.

O investimento, de origem alemã, totaliza os 18,5 milhões de euros e é realizado pela Spectrum Imobiliá- ria, prevendo não só os trabalhos de reabilitação do palacete original do século XIX, como a construção de dois corpos que apostam em linhas arquitectónicas contemporâneas. O projeto será organizado como um condomínio fechado composto por estes três edifícios, integrando uma oferta de apartamentos com tipologias que vão desde o T3+1 até ao T5+1.

A informação foi avançada pela Lucios, empresa que foi selecionada para assumir os trabalhos de construção do DeHAUS_Garten Residenz e que revelou que as obras deverão estar concluídas no decurso do 2º trimestre do próximo ano.

A empresa tem vindo a construir um portefólio sólido nas áreas de reabilitação e de habitação e para Luís Machado, administrador da Lucios, é “a qualidade reconhecida na construção” e o “know-how adquirido ao longo dos anos“ que têm sido “determinantes para que hoje continuemos a fazer obras, nomeadamente no setor residencial”. Em 2014, a reabilitação urbana concentrou 50% das obras realizadas pela Lucios.

Reabilitação continua a prosperar no Porto 

Pioneira no movimento da reabilitação urbana, a cidade do Porto continua a registar uma elevada atividade nesta área, especialmente no Centro Histórico. De acordo com dados revelados pela Confi - dencial Imobiliário e pela Porto Vivo, SRU, no âmbito do Observatório da Reabilitação da Baixa do Porto, em 2014 foram lançados 137 alvarás de construção para obras de reabilitação na Baixa da cidade, mais do que duplicando face a 2013. No primeiro trimestre de 2015 foram emitidos 34 novos alvarás, projetando-se para este ano o mesmo ritmo de 2014. De acordo com a mesma fonte, desde 2009 o mercado imobiliário do Centro Histórico do Porto observou uma valorização acumulada de 43%, refletindo o crescimento da dinâmica de investimento e de procura de edifícios para reabilitação.

A Lucios foi a empresa selecionada para construir este novo empreendimento habitacional no Porto. O “DeHAUS_Garten Residenz” terá 17 apartamentos de luxo integrados numa área global de 8.500 m². A oferta distribui-se por 3 edifícios, incluindo o palacete que será reabilitado e dois corpos construídos de raiz.

Fonte: Público Imobiliário