Lucios faz mais reabilitação em Lisboa

A construtora Lucios acaba de reforçar o seu portefólio de obras em Lisboa ao dar início aos trabalhos de reabilitação de dois edifícios de habitação, orçados em 2,6 milhões de euros.

Um dos projetos, destinado ao Edifício Castilho 15, localizado na Rua Castilho, a poucos metros do Marquês de Pombal, já arrancou e ronda os 1,4 milhões de euros. Por sua vez, junto à Praça de Camões, na zona histórica da capital, prepara-se para renascer uma empreitada que valerá cerca de 1,2 milhões de euros nas contas da Lucios.

“O arranque destas obras vem demonstrar que o nosso know-how continua a ser reconhecido a nível nacional. Ainda que com uma fatia significativa de obras no norte do país, estamos empenhados em executar projetos em Lisboa e em toda a zona sul do país, reforçando o nosso processo de expansão nacional”, refere Filipe Azevedo, administrador da Lucios, em nota.

Na Rua Castilho, um edifício com 31 metros de altura e uma área de implementação de cerca de 670 metros quadrados, divididos por 12 pisos (dos quais quatro são enterrados), cujo projeto de estruturas deverá estar concluído em finais de novembro de 2014. “Esta obra baseia-se na demolição do edifício existente, contemplando, no entanto, a conservação das fachadas voltadas para a a Rua Castilho e para a Rua Rosa Araújo”, explica o empresário.

Já na Praça de Camões, no edifício em causa renascerá, em abril de 2015, um espaço de habitação plurifamiliar, com sete apartamentos de luxo e duas lojas com três pisos cada uma.
“Nesta obra, iremos proceder à demolição integral do interior, à escavação de um nível, à contenção da fachada e à remoção do atual azulejo para restauro e posterior recolocação” informa a mesma fonte.

De acordo com Filipe Azevedo, dado o tráfego intenso e a passagem de elétricos em frente ao edifício, será necessário proceder, ainda, a ensaios geotécnicos, para verificar o estado do terreno, e as escavações terão que ser acompanhadas por uma equipa arqueológica. “Apesar de estarmos a atuar num segmento no qual somos especializados – a reabilitação urbana – estes projetos acarretam desafios exigentes aliados à posição geográfica dos edifícios”, conclui.

Recorde-se que a Lucios tem já no seu portefólio algumas obras na capital, como a remodelação e restauro do Palácio de Valada e Azambuja - que assinalou a expansão da empresa para Lisboa –, a reabilitação de dois edifícios localizados junto à Av. da Liberdade, que deverão estar concluídos no decorrer no último trimestre de 2014, entre outros.

 

Fonte: OJE